24 de nov de 2009

tardes e mais tardes assim, levando, arrastando mas sempre tentando alguma coisa, seja lá o que for

cinco e meia da tarde de uma terça-feira muito abafada, tomando cerveja. isso me parece uma vida boa pra caralho. Só precisaria de mais dinheiro para comprar outros engradados. Ou de uma editora bacana afim de publicar um livro de um ilustre autor desconhecido. Ou de coragem pra largar tudo e sair por ai, dando umas bandas, conhecendo pessoas e juntando moedas para a próxima dose, mas dessa vez longe de casa, pra animar um pouco mais essa vidinha boa, porém ordinária.

enquanto isso a gente segue aqui, na frente desse computador escrevendo histórias e mais histórias, rabiscando uns poemas cretinos, inventando personagens, se cadastrando em rh's de empresas jornalísticas, enviando currículos para locadoras, viajando em sites de editoras, assistindo séries americanas e acabando mais uma garrafa. Só pra ter certeza que por pior que parece ser, foi o que escolhi pra me fuder, ou viver.

7 comentários:

Adriana Gehlen disse...

ah, tá bacana, desde que sempre envie currículos.
:)
a vida é animada mesmo assim.

Adriana Gehlen disse...

sempre não.
espero que logo não precise enviar currículos.

Heron Lúcio disse...

Que blog bacana! Encontrei assim, no google rs.

Entre uma cerva e outra, chore as pitangas....foi assim que consegui um emprego, pq, de sites de emprego, só consegui aborrecimentos. Abraço!

Anônimo disse...

não é a toa que rolou uma rima no final ...

bruno disse...

tem duas coisas que a gente nao faz pra mudar pra melhor isso aí, Ara.

- correr atrás do que realmente importa.

- jogar na loteria.

e com essa segunda, a primeira fica até mais fácil...

carolina disse...

ano que vem, tô contigo.

ricardo ara disse...

sempre bom mais uma companhia caroline, sempre bom.