4 de nov de 2009

alguém ainda fode com a gente, as drogas ou os desencontros.

acho que já fazia uns cinco minutos que eu tava ali, chupando e masturbando aquela boceta e nada do meu pau subir. Só pode ser essa droga que já vem malhada, muito antes de qualquer coisa acontecer. é melhor eu acreditar nisso

- olha só, não ta rolando. esse pó fudeu comigo

- ah não, vai ter que dar um jeito

- que jeito, porra, só amanha de manhã, quando a bucha acabar e a gente acordar.

- nem pensar.

e ai ela pegou um creme que passava sempre que saia do banho e besuntou meu caralho com aquilo. Massageava toda a extensão do meu pau, as bolas, e, safada como era, passava um pouco no meu cu. Ela sempre tenta enfiar o dedo no meu rabo enquanto a gente fode. Descobri com um amigo que ela tenta fazer isso com todos, ou pelo menos sempre com nós. Mas não querida, no meu rabo não.

- to te falando, nem isso vai adiantar. É melhor a gente sair e tomar umas cervejas do que ficar aqui tentando levantar essa porra.

- puta que pariu, amanhã tu vai ter que dar um jeito nisso, se não já eras pra nós.

- amanhã baby, amanhã sempre se dá um jeito.

e ela levantou e sentou na minha cara.

- te vira com a boca por hoje.

foi a única coisa que pude fazer.

já tava na merda mesmo então resolvi acabar com o resto de septo que tenho no nariz. Eram três da manhã quando decidimos entrar numa festa que acontecia no lado do bar. Não fazia a mínima ideia do que tava rolando lá dentro,  mas era entrar naquela casa preta, molhada com o suor que escorria pelas paredes num dos dias mais quentes da cidade e deixar o efeito passar. Pelo menos assim, naquela noite, teria entrado num buraco preto e molhadinho.

tava insuportável naquele lugar. Eu tinha uns vinte reais no bolso e torrei tudo em cerveja pra ver se o calor diminuía. muito pelo contrário, a garota do bar só fazia ficar mais quente com as trovas que me passava quando pedia uma bebida. Mas é sempre assim, bebo duas garrafas, vou três vezes ao banheiro. Devo ter um problema de bexiga que não retém o liquido certamente, ou a minha é menor que as normais, sei lá. Foda é que toda vez que ia mijar, segurava aquele caralho mole e cheio de creme e só pensava que não podia falar com a  garota do bar, se não nunca mais teria alguma chance qualquer. Um amigo já me disse, namorar garotas do bar é foda, mas pelo menos tu descola umas bebidas de graça.

Acabou o dinheiro, a cocaína e meu saco praquele calor todo. Sai sozinho do bar, a garota do creme deve ter ficado puta com a minha incapacidade de fuder naquela noite e sumiu na multidão. Ela tinha uma chave do ap, não ia correr atrás. Antes ainda encontro uns camaradas que me convidam para uma última partida de bilhar, não vou dizer não para os amigos.

- e ai, a noite, foda?

- foda, foda, muito foda.

-comeu alguém?

- bem que tentei.

- como assim?

- essas drogas né velho.

- caralho meu, isso vai foder contigo.

- acho muito difícil isso me fuder, muito difícil

acabou as fichas, as moedas e qualquer coisa que te mantém na madrugada até o dia dar as caras. Fui pra casa, tentar dormir era o que restava. Não foi tão difícil, tirei a roupa e capotei na cama.

Acordo no outro dia de pau duro, loco pra mijar. Olho pro lado e garota não tá na cama. Deve ser por isso que a gente não da certo. Os desencontros acabam com qualquer coisa.

9 comentários:

Adriana Gehlen disse...

hohohohoh
déls
aí complica.
chega de droga!

devaneiofeminino.wordpress.com disse...

incrível a capacidade de alguns tem para retratar a realidade de uma maneira tão suja, mas tão concreta. bravo!

Audrey Carvalho Pinto disse...

.. caralho ... quero ler mais coisas suas depois disso!!
vc mandou mto bem!!
foi foda!!

iriangill disse...

Tchê...
dá prá falar de tudo isso que a gente faz e não escreve de jeito neunhum na net (sem dar merda!), me sinto escrita!!! beijo

iriangill disse...

Vou ter que encher a tua bola novamente, mas me sinto lendo Henry Miller!!!! isso é difícil prá mim! bem legal! beijo Ricardo

ricardo ara disse...

valeu ai garotas
beijos

Carolina Pires. disse...

caraaalho!!
sem comentários pra esse!
MUITO, MUITO, MUITO FODA.

Porraseca disse...

muito loco mano

Porraseca disse...
Este comentário foi removido pelo autor.