18 de fev de 2010

she comes in colors

13 de fev de 2010

bom os dias em que te via roncando de calor ou tremendo de frio

lembro que tu sempre reclamava de como era frio pra dormir aqui em casa. Que os dois cobertores que tenho eram poucos pra esquentar nos piores dias do inverno. E por mais que a gente ficasse juntos na cama, ainda era frio. Por mais que a gente trepasse um bocado de vezes na madrugada, na hora de virar pro lado tu sempre reclamava que tava frio. Eu te deixava pegar quase todo cobertor, ai, depois que tu apagasse, vencida pelo cansaço e com o corpo gelado, eu levantava e juntava um casaco do chão.

lembro que quando passava o inverno e começava a esquentar nessa cidade tu reclamava que não tinha como dormir aqui por causa do calor. Dizia que meu ventilador não adiantava em nada, só te deixava com mais raiva por sentir um mísero vento no meio daqueles trinta e poucos graus as quatro da manhã. Tu dizia também que pela janela não entrava vento nenhum, que a porra dos prédios em volta e o asfalto fervendo lá fora deixavam todo o quarto ainda mais quente. E mesmo que a gente entrasse embaixo do chuveiro frio algumas vezes pela madrugada e trepassemos e depois ficassemos nos olhando sentados no chão do box, dividindo os poucos pingos gelados que caiam da ducha, tu ainda reclamava que era quente pra burro e difícil pra dormir. E como tu gostava de dormir. E como eu gostava de te ver dormindo, roncando por causa do calor, ou tremendo de frio.

ai eu juntei uma grana com uns trampos por ai e comprei um ar condicionado, mas tu resolveu ir embora pra longe daqui, prum lugar com temperatura mais constante talvez. E eu fiquei aqui,  não derretendo no calor e morrendo de frio no inverno.

6 de fev de 2010

#26

obrigado,
....a todos
por tudo
!