14 de abr de 2009

o dia em que perdi o emprego #1

fui demitido hoje. culpa da crise, a econômica. conversamos por horas, recebi o dinheiro que tinha que ganhar e fui embora, era umas 4 e meia da tarde. no caminho entrei num estúdio de tatuagem. fazia uns três anos que decidira fazer uma tatuagem, o desenho já tinha sido escolhido, só faltava o lugar - do meu corpo, não o estúdio. nos últimos meses andava com o desenho sempre na mochila, mas nunca tinha me animado a fazer. entrei, perguntei quanto custava, vi que o dinheiro que ganhara cobria a tatuagem e ainda sobrava alguma coisa, afinal, era só o dia 15 do mês.

- No braço, eu disse, e o cara foi lá desenhar pra ver se eu aprovava. não passou trinta minutos e ele já enrolava aquele papel transparente em mim e dava algumas recomendações quanto ao sol e outras coisas. ficou legal. doeu um pouco, mas ficou legal.

sai do estúdio e entrei no primeiro bar que vi na esquina. comprei umas latas de cerveja e na hora de pagar, mesmo destro, usei o braço esquerdo - queria mostrar a tatuagem. a atendente deu uma olhada mas em nada reagiu. tudo bem, aquilo era pra mim mesmo. peguei as cervejas e fui pra casa, meu braço ainda latejava um pouco, meu bolso reclamava demais em minha cabeça e a cerveja gelava no congelador. tudo vai bem, pensei. ainda tenho uns trocados e uma tatuagem.

10 comentários:

Boo disse...

feliz dia de ti, rá. quando me demiti era noite, saí da loja e fui encontrar uns amigos que estavam a minha espera. melhor coisa é sair do lugar que tu tanto despreza com a certeza de que não vai mais voltar. fiz isso e não me arrependo em nada. um brinde a ti, bem-vindo a vida.

Leandro Selister disse...

tu tens a tatuagem, a liberdade. e a escolha em correr riscos. Espero o texto. Aquele... Da conversa de hoje.

Lili disse...

vc não saía lá se não fosse a crise né?
as vezes encontra coisa melhor...
se for uma tatuagem legal é um bom investimento.

devaneiofeminino disse...

eu quero ver a tatuagem, ao vivo...

brunobandido disse...

cada emprego perdido é uma conquista absurda na vida da gente.

Lili disse...

mmm... sempre me emociona demissão.
é tipo estimulante... no sentido serotoninico da coisa.
aha.

hein, obrigada, o escrito lá é (pouco) adaptado duma conversa no msn e tdo. =)

Silvana Bronze disse...

Ok moço. Vou tirar um tempo para ler teus textos. Já vi que são de qualidade.
Abraço.

Freak disse...

gostei do blog!

**** disse...

Sempre há lugar e hora para um cerva.
Curti seu blog.
Abraços

Adriana Gehlen disse...

fui demitida a dois anos atras pela crise, mas a do cambio.
e minhavida eu uma volta significativa. coisas boas, so coisas boas a partir de agora.
(assim espero).
só falta eu fazer tattoo tb (: