10 de set de 2009

língua pop - segunda edição!!

tá no ar a segunda edição da revista virtual que eu e o bruno bandido estamos fazendo, o língua pop!!

essa edição é especial da geração beat. nela tem uma conversa muito bacana que tivemos com o Pablo Beat, um uruguaio mucho loco que viajou por toda américa do sul lá nos anos 70.

também tem uma matéria onde vários escritores comentaram sobre seu livros beat preferido. Uma galera muito boa participou: Ricardo Carlaccio, Claudio Willer, Mauricio Arruda Mendonça, Leo Felipe e Celso Borges.

o Maestro Gentilesa fez uma matéria que liga o disco alucinante Tijuana Moods, do Charles Mingus, e a última parte do On the Road, quando o kerouac conta das pirações no méxico chica.

e ainda tem um puta texto do Fábio Reoli sobre as putices das proibições que tão acabando com São Paulo. o Fábio cria imagens sensacionais e critica muito bem essa palhaçada que a dupla serra/kassab ta promovendo e que tá se espalhando pelo brasil - pra fuder de vez com a gente.

é isso, tem mais coisas, entrem lá e aproveitem que é tudo liberado.

linguapop.wordpress.com
linguapop.wordpress.com
linguapop.wordpress.com
linguapop.wordpress.com

3 comentários:

POBRE MEU BLOG disse...

Fala Ricardo,
O Língua Pop é muito bom mesmo.
Seu blog também tá ducaralho. Tô linkando lá no meu.
Grande abraço

F. Reoli disse...

Cara, valeu mesmo. Eu é que tô todo putão, bonito na foto no meio dessas feras todas. Parabéns mesmo pelo projeto de vocês e por mais essa edição. Tamo junto. Abração!

Gabriel disse...

Porra cara, li sobre essa matéria no blog do Mário Bortolotto e fiquei extremamente curioso pra ver essa entrevista com esse uruguaio. Pra falar a verdade, agora to bem curioso pra ver a revista inteira. Bom, to passando pra agradecer um comentário antigo seu num dos meus antigos blogs, o notascinzas, comentário que talvez você nem lembre mais. Aproveito pra comentar que aquele blog acabou, eu sigo com outro na verdade, e deixei um post explicando e dando o endereço do atual lá no notas.

E bom, fica aqui meus sinceros parabéns pela Revista Pop. Achei a iniciativa do caralho e pelo pouco que vi agora é o tipo de revista que eu sempre quis fazer/ler.

Abração e boa sorte.