28 de set de 2008

#15

o desgosto
que tinha pelo teu gosto
era melhor
que a vontade de prová-lo
denovo

2 comentários:

Silvana Bronze disse...

Simples, profundo e poético. As melhores poesias, na minha opinião são aquelas que com poucas palavras atingem granes profundidades de pensamento. Esta é uma delas. Parabéns.

Freak disse...

Concordo com a Silvaninha! Nas menores linhas estão as maiores interpretações! Parabéns!