7 de mar de 2010

a cerveja esquentava e a gente pedia uma gelada pra misturar

saudosos os tempos em que ficávamos no bar discutindo o novo projeto de revista que levariamos, quem sabe, até amanhecer. Dos tempos em que com sete reais ficavamos bêbados de cerveja e saiamos por ai chutando pedrinhas e cantando um cazuza, um lobão ou qualquer esboço de uma canção que acabávamos de fazer. De quando a gente achava que tinha que arrumar um desses trampos de escritórios só pra juntar uns setecentos reais e cair fora daqui. Aquela velha ideia de entrar no ônibus mais barato para o lugar mais longe possível. De quando a gente não dava tanta bola pra noite, de quando a gente ainda não entendia bem o que era a noite. E a nossa preocupação era ficar amigo do garçom pra ele nos dar os poucos saches de maionese que existiam no bar. Porque a gente não se contentava apenas com mostarda e ketchup, por mais que isso nos bastasse.

12 comentários:

Marianna disse...

quando vi aqui "0 comentários", pensei: quem conseguiria comentar dignamente um texto bom desses?

não eu.

POBRE MEU BLOG disse...

Tava pensando numa época da minha vida muito parecida com essa porque soube ontem que um brother meu desses tempos loucos morreu atropelado ao socorrer um acidente na estrada. Belo texto, Ricardo. Era assim aqui também...

Fábio Reoli disse...

Porra, falou tudo Ara. Cansei de ficar bebaço com 7, 10 mangos. Hoje ou eu fumo ou eu bebo! Foda que é assim mesmo.
Abraço!

ricardo ara disse...

pô, valeu ai marianna, legal mesmo esse comentário.

foda essas notícias sergio. são tempos fodas, mas acho que os melhores.

podecrer reoli, nao fumo, gasto tudo no trago mesmo. e só a cachaça pra fazer valer os 7 barões agora.

Anônimo disse...

Talvez porque eu tô numa cidade que não conhecia e ainda não conheci ninguém e os amigos tão longe pra caralho, esse texto foi como uma punhalada. Bom caralho. abraço brother.
Kleber Felix

Cabeçudo disse...

Ara do caralho seus textos, pode parecer bajulaçao minha pra vc linkar meu blog mas é verdade muitos concordam comigo, mas se quiser dar uma força la fico agradecido, parabens, abraços

ricardo ara disse...

valeu kleber

e cabeçudo, ta linkado ai, na boa

Helena HUtz disse...

Fazia tempo que eu não entrava aqui... Gostei de ter voltado. Curti o texto.

HH

Tiago Moralles disse...

"de quando a gente ainda não entendia bem o que era noite". Saudosos esses tempos.
Microabraço.

darmilhoaosbois.blogspot.com disse...

Poesia em Capsula de Blues.

Marianna disse...

cadê mais textos?
tô com saudade de ler, aqui :)

caio pop disse...

Bom texto, passei por fase assim na minha vida, depois oque restam são apenas nostalgias. Fantástico!!!