15 de dez de 2009

#25

já tomei
dois banhos
e nos meus dedos
ainda exala
o cheiro da tua boceta

lembro dela molhada
e fedendo.
teus mamilos eram
levemente
salgados pelo suor

teu cabelo cheio
de nós
não deixava eu passar
a mão

tua boca exalava
um cheiro de vodka
cerveja e cigarros

e tudo ficou pior
depois de a gente trepar
por duas horas
no quarto fechado
enrolados em baseados
cinzas
fumaça
e gozo espalhado
pelo colchão e tuas
costas

6 comentários:

Adriana Gehlen disse...

er ...
essas circunstâncias(fedidas), eu desconheço.

=0

Adriana Gehlen disse...

belo escrito

Fernanda disse...

texto tapanacara. gosto.

iriangill disse...

Tá aí o ricardo ara de volta! também curto! beijo ara

Marianna disse...

o TEXTO não fedeu, apesar da inspiração hahaaahha

Renan Becker disse...

Melhor Poesia que ja escutei, bem explicita e com desejo! BOA!!